Como aumentar o pênis de 5 formas É possível?

Alguma pessoas preferem as técnicas cirúrgicas  que são mais envasivas para aumentar o pênis, outras preferem o uso de gel para aumento peniano, como o Hot Grow, porém para um aumento definitivo a cirurgia é a mais confiável.


A cirurgia estética é algo comum na sociedade atual e serve para modificar essas partes do corpo com as quais não nos sentimos confortáveis. Em alguns casos, também é o método mais eficaz para a resolução de problemas médicos. Mas, é possível aumentar o pênis? A resposta é que sim, mas é algo muito mais complicado do que parece.


O principal problema do pênis costuma ser o tamanho. Você tende a relacionar um caralho grande, com um maior apelo sexual pero, embora seja um fator importante, não é um aspecto essencial para ter relações íntimas satisfatórias. Muitos homens se colocam um alongamento de pênis por pura estética, e isso pode fazer a partir de duas perspectivas: as técnicas não cirúrgicas e cirúrgicas.


As técnicas quirúrgicas são as Única confiáveis para aumentar o pênis.



É possível aumentar o pênis?


Em primeiro lugar, há que se destacar que não se demonstrou a eficácia das intervenções não cirúrgicas. Nenhum estudo científico mostrou que seja possível aumentar o pênis sem passar pela sala de cirurgia, mas existem uma série de técnicas tradicionais para esticar visivelmente o músculo do pênis (de forma temporária). Em qualquer caso, os profissionais tentar evitar este polêmico tema.


A partir de um ponto de vista estético, é possível destacar o falo, eliminando os pêlos pubianos, ou provocando uma ereção contínua, mas não há um alongamento de pênis propriamente dito.



1. Técnicas não cirúrgicas


Estas são as técnicas não cirúrgicas que foram levantadas para ampliar tanto o comprimento como a grossura do membro masculino, mas sua eficácia não foi comprovada. De fato, existe um risco real de sofrer uma lesão da pele e cicatrização, bem como a perda da potência sexual.


1.1. Alongamentos


Podemos encontrar, sobretudo em fóruns de Internet e em outras páginas de duvidosa veracidade médica, uma série de técnicas de alongamento que prometem um aumento do pênis. Como já mencionado, em nenhum caso se tenha demonstrado a sua eficácia. Neste sentido, existe uma técnica de origem árabe chamada Jelqing que consiste em várias sessões de exercícios durante um determinado período, mas também não tem uma base científica.



1.2. Bombas para o pau


A bomba de vácuo para pênis provoca um efeito temporário, e, em nenhum caso, a cura dos problemas de impotência ou micropênis. Esse aparelho provoca um cavío que faz com que o sangue flua em falo, e ocorra a ereção. No entanto, também tem seus riscos: um vácuo excessivo pode causar dano vascular.


2. Quirúrjicas (faloplastia de aumento)


As intervenções cirúrgicas envolvem riscos e só são recomendados em casos de micropênis ou microfalosomía. É considerado micropênis o membro de um adulto cujo comprimento não ultrapasse 6,5 cm em ereção, desde o osso pubiano até a ponta da glande. Nos restantes casos não costuma recomendar aumentar o pênis.


Qualquer intervenção costuma estar em torno de 9.000 euros na União Europeia, cerca de 10.000 dólares nos Estados Unidos. Em qualquer caso, o processo deve estar nas mãos de profissionais qualificados, com experiência neste tipo de aumentos.



2.1. Cirurgia


Existem vários procedimentos para a realização de uma faloplastia de aumento. Algumas delas servem para aumentar o comprimento e outras aplicam-se para obter um maior espessura, mas costumam levar a cabo ambas em uma mesma sessão. Normalmente, a parte de baixo do pênis é extraído para fora para um alongamento, enquanto que o aumento de espessura é conseguido através de enxerto de tecido adiposo (pele).


Pode ser que fique uma cicatriz muito grande. Este é um dos riscos das faloplastias, mas a cicatriz pode se esconder por intermédio de uma operação cirúrgica.


2.2. Injeção de biomateriais


Outro método inovador é a injeção de acrílico, silicone e outros compostos para aumentar o diâmetro. Para realizar esta operação, é necessário fazer primeiro uma circuncisão (cortar de forma circular, uma parte do prepúcio). Em caso de intervenção, o material deve ser de qualidade e os profissionais devem ser qualificados na matéria.



2.3. Cirurgia de ligamento valentine’


Neste caso, pode-se conseguir um aumento de 2 a 4 centímetros, liberando uma parte do pênis que fica na parte interna da pelve. Os efeitos são visíveis, sobretudo, quando o pênis está flácido e necessita de um aparelho no pós-operatório.


Uma operação cada vez mais comum


Hoje em dia são possíveis muitas mudanças no corpo, graças à cirurgia, até mesmo uma mudança de sexo. Por esse motivo, o aumento de pênis é cada vez mais comum. No entanto, costuma ser recomendada uma aceitação do próprio corpo , em vez de recorrer à cirurgia.


Um estudo da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica revelou, no ano de 2014, que são realizadas uma média de 15.000 faloplastias por ano, a maioria delas na Alemanha. Isto se deve a que a maior parte de profissionais especialistas no assunto, encontram-se neste país. Estes são os cinco países onde se praticam mais relações entre de pau.




  1. Alemanha (2.786 operações).

  2. Venezuela (473 operações).

  3. Portugal (471 operações).

  4. México (295 operações).

  5. Colômbia (266 operações).


#sexo #pau